sábado, 10 de agosto de 2013

Guerreira ou fragil?

Ola

Dualidade, inconstância, palavras que me definem.
Eu quero ser tanta coisas... Sinto tanto e muitas vezes nem são coisas que me pertencem outras parece que estou vazia (é desesperador).
Ser forte não precisar de proteção e parecer precisar...
parece confuso e é!
Mas é como se eu fosse duas (ou mais) pessoas perdida nos personagens que eu uso para o mundo.


Nenhum comentário:

Postar um comentário