music


quarta-feira, 6 de agosto de 2014

"E sente a essência estranha do que é a morte"

Ola

Clarisse de legião sabe como é sentir a morte, o vazio.

As vezes quando pisco o faço mais lento na esperença  de que  meus olhos não abram mais.
Pois não importa. A morte sempre espreita. A maioria prefere ignorar o fato de que estar morrendo dia a dia. E que muitas vezes a vida é alem de absurda bem insignificante e sem sentido algum.

Parece morbido certo? Mas não vá dizer que não é verdade. Talvez não a unica verdade.... porem verdade.

Por vezes quero muito viver. Ha tanto pra viver. Mas isso não anula o fato anterior.

Viver de verdade é muito mas dificil que morrer, mas as pessoas não sabem disso. Meu corpo vive, mas todo resto parece dormente. Imagine aqueles segundos depois que você acorda quando você ainda não esta totalmente desperto e todo seu ser esta dormente e a consciencia esta incompleta. Imagine isso 24h por dias todos os dias por anos?

Parece-lhe uma boa maneira de "viver"?



Nenhum comentário:

Postar um comentário