domingo, 2 de novembro de 2014

Espelho Espelho Meu

Ola

Passar horas na frente aminimigo espelho.

Ficar  olhando cada centímetro, checando cada defeito, torturando-se com o reflexo torto e feio.

Até um ponto que não se suporta mais. Dói olhar a si mesma, enoja saber que essa sou eu.

Beleza parece uma busca inútil a perfeição um conto de fadas.

O controle é uma ilusão que buscamos alucinadamente.

E mesmo assim a quero.

Desejo uma frama de ossos para minha alma.

Não Ana ou Mia deusas para quem ofereço sacrifícios. Nesta jornada ha somente eu e um objetivo.

Ha meu corpo e autodestruição desenhada em meus braços Ha uma obsessão que parece sem fim e mentiras empilhadas no canto do quarto.

               

              Your secrets keep you sick, your lies keep you alive.

               


Nenhum comentário:

Postar um comentário