music


segunda-feira, 19 de janeiro de 2015

Eu e A/M network

Ola

Entro em grupos A/M e não consigo participar. Não consigo dar força pra alguém que ja esta abaixo do peso pra perder mais. Não consigo falar " que a ana te de forças" como se a ANA fosse algum tipo de deusa...
 Não posso falar stay strong pra alguém que quer fazer NF , me sinto mal e culpada porque sei que isso esta prejudicando sua saúde.
Ver alguém falando que esta de NF a 20 dias COME ON!! é bem dificil que seja verdade.

Alguém agindo como se T.A fosse uma brincadeira. Como se não fosse doença. Entro nos grupos pra encontrar pessoas que sabem como é se sentir como me sinto. Mas essa sou eu mais madura, mais consciente do que uma antiga eu. (mesmo que eu nunca tenha me colocado como "pro-ana")

 Anorexia não é dieta!!!

É doença psicológica, é sofrimento, se odiar, se sentir culpada.

Me irrita ver pessoas saudáveis mentalmente que ao invés de emagrecer de maneira saudável e corretamente NÃO... digita pro-ana no google faz uma semana de LF e fala sou ana !

Não sou mãe de ninguém e não fico dando sermão no facebook não, mas me sinto no direito de postar aqui no meu espaço. Não vou sentar aqui meter o pau julgando quem tem ou quem não tem T.A (qualquer T.A que seja) . Queria somente que as pessoas tivessem consciência que:


  • Estão prejudicando não só a si mesmas, mas quem sofre com a doença. Pois as pessoas em geral não levam o transtorno a serio. Querer perder peso, fazer dieta e ter fotos inspiradoras e conversar com pessoas que estão com o mesmo objetivo ISSO NÃO FAZ COM QUE VOCÊ SOFRA COM TRANSTORNO ALIMENTAR!!! Assim como estar afim de beber uma breja ir pra balada e beber não te faz alcoólatra.  
  • Não glorifique uma doença! 
Tambem quero que as pessoas saibam que entendo o desespero, entendo os motivos de tomar medidas drásticas e como a sociedade trata o assunto peso, mas não vamos fingir que é tudo bem glorificar uma doença. 

Beijss 

terça-feira, 13 de janeiro de 2015

Depressão

ola

Se depressão deixasse de ser tabu, houvesse mais informação, não fosse vista como "graça" e sim como a doença que realmente é. Eu possivelmente não estaria aqui agora. Se aos 13 anos quando comecei a me questionar que  talvez toda a tristeza que sentia não fosse normal e pudesse falar com a minha mãe sobre isso...
Mas ter depressão me faz sentir vergonha, estar sofrendo me faz sentir fraca,  quando não consigo sair da cama dizem PREGUIÇOSA ! Sim preguiçosa...Tanto que hoje não tive forças pra me matar.
 Hoje minha realização máxima do dia é : consegui levantar? uha! tomei banho?! parabéns pra mim!

O negocio de depressão tão cedo é a pergunta: Quem eu sou sem a tristeza? E se nunca for embora? Dai vem o medo de procurar ajuda/tratamento pra que tentar?! Nunca vou ser feliz mesmo. O que falhar em outra coisa?! Não obrigada...

Outra pergunta é? Onde estavam os pais? Os amigos? Como não enxergaram? Os professores que liam meus poemas...que liam a desesperança e raiva, a descrença na vida?!

Eu lutei e lutei até o ponto de exaustão, até que minha mente disse CHEGA, até que meu corpo não pudesse mais. Hoje aos 20 anos estou parada na vida, cansada e não sei quanto tempo vai durar. Quanto vou ter que dormir pra essa canseira sair.

beijjs




terça-feira, 6 de janeiro de 2015

this beating heart must be a mistake

Ola

Invisível.

Uma dor invisível, estou aqui quase gritando porem  silenciosa, mesmo quando queimo  por dentro ou quando meu sangue parece gelo em minhas veias  permaneço calada. Sinto-me assim uma fantasma de mim mesma um rascunho interminável.

Acho que minhas palavras morrerão comigo,minha dor será sempre o segredo de minha vida.

Parece ser tão fácil apontar,acusar, criticar falar falar sem pausa dos erros dos erros erros!!! Eu ja entendi! Eu sou um erro... Na lista de defeitos não me faltam opções. Adicionem covarde, fracassada, louca  coloquem tudo que quiserem.

Nadarei nesse mar de culpa que é minha vida. Cada metro e minha mente diz vai la esse é o último só mais este, dai fim. Eu não tenho mais forças não se pode nadar contra a correnteza pra sempre.

Percebo que uso muita reticências em meus textos talvez um vã tentativa de me conceder continuidade. Uma tentativa furtiva de evitar o ponto final. Ou talvez porque exatamente assim que se morre no meio  de um paragrafo deixando todos os outros aguardando a continuação ate que o silencio se consolida em fim...





segunda-feira, 5 de janeiro de 2015

this thing hurts like hell... but what did you expect ?!

Estou cansada o tempo todo, exausta mentalmente,esgotada emocionalmente.
Escondendo, mentindo,fingindo...
Quanto tempo uma pessoa realmente consegue aguentar?

Quanto tempo sera necessario pra ficar bem? Pra ser feliz?


Saber que tem uma doença que não tem cura, que vai sempre ser um fantasma em cada canto de sua vida? Vale a pena ficar aqui? Pra que? Pra ver uma felicidade que não posso ter?

Sinto-me um zombie. As vezes tenho medo, me sinto apavorada sem motivo. A vida quem sabe não é pra todos.
Quando sinto esperança sinto raiva porque a esperança me faz continuar... tentar outra vez, pra então falhar e cair de novo e de novo.

Quando olho pra traz vejo que aquela menininha de 8 anos odiaria quem sou agora.

Quem sou eu? Porque doi tanto? Essa estranha enfermidade que atinge a alma...dura pra sempre?

Tantas perguntas nenhuma resposta. Caço elas em todos os lugares não as acho. Então bebo,corto e faço tudo pra esquece-las
As vezes rezo pra um Deus que não mais acredito pra acabar com tudo...
Porem elas não vão embora... Elas pairam sobre minha cabeça me atormentam sem descanso

E pra tantos outros a batalha ja acabou... cedo demais
Jovens almas cansadas de tentar e lutar

Que doença é essa que faz parecer tão errado o ar em meus pulmões?Entrar em pranto por acordar?
Qual o sentido de viver uma vida sem vida?