music


terça-feira, 6 de janeiro de 2015

this beating heart must be a mistake

Ola

Invisível.

Uma dor invisível, estou aqui quase gritando porem  silenciosa, mesmo quando queimo  por dentro ou quando meu sangue parece gelo em minhas veias  permaneço calada. Sinto-me assim uma fantasma de mim mesma um rascunho interminável.

Acho que minhas palavras morrerão comigo,minha dor será sempre o segredo de minha vida.

Parece ser tão fácil apontar,acusar, criticar falar falar sem pausa dos erros dos erros erros!!! Eu ja entendi! Eu sou um erro... Na lista de defeitos não me faltam opções. Adicionem covarde, fracassada, louca  coloquem tudo que quiserem.

Nadarei nesse mar de culpa que é minha vida. Cada metro e minha mente diz vai la esse é o último só mais este, dai fim. Eu não tenho mais forças não se pode nadar contra a correnteza pra sempre.

Percebo que uso muita reticências em meus textos talvez um vã tentativa de me conceder continuidade. Uma tentativa furtiva de evitar o ponto final. Ou talvez porque exatamente assim que se morre no meio  de um paragrafo deixando todos os outros aguardando a continuação ate que o silencio se consolida em fim...





Nenhum comentário:

Postar um comentário