sexta-feira, 28 de outubro de 2016

Para você que não entende... Eu tambem não entendo

Ola

Escrevo palavras que não serão lidas, escrevo, pois não há ninguém para explicar. Hoje me dizem que eu reclamo demais, imediatamente me encaixam em um diagnostico. Esse fato diz sobre mim, mas do que eu mesma.

Durante anos meu silencio fez minhas enfermidades prevalecerem. Havia tanto a dizer, tanto a chorar.

Não desejo piedade, somente uma breve parcela de seu tempo, para que minha solidão pareça menor.

Não lhe peço amor, à um tempo atrás descobri que o amor de ninguém me livrará desse desprezo interno.

Não me diga a razão por trás das cicatrizes espalhadas por meu corpo. Elas me pertencem, tanto quanto seus significados.

Com tudo, quisera eu saber ou ser capaz de explicar os grandes porquês. O que mais tenho são duvidas.
Continuo, escrevo mesmo sem publico para tal, pois talvez eu só queira um leitor, alguém que não se entedie com as queixas, alguém que não abandonará a  estória, que eu seja o seu ultimo livro.

Beijss



Nenhum comentário:

Postar um comentário